Início / JC Kids / A NASA acaba de descobrir 10 planetas parecidos com a terra

A NASA acaba de descobrir 10 planetas parecidos com a terra

 Caçadores de planetas e entusiastas de astronomia estão comemorando o último anúncio feito pela Nasa. Uma equipe de astrônomos que trabalham com dados da missão K2 da sonda Kepler liberaram um novo catálogo de planetas com potencial para abrigar vida. A notícia foi dada em uma coletiva de imprensa segunda, 19, na Ames Research Center, que fica na Califórnia.

A equipe anunciou que identificou 219 novos candidatos, 10 dos quais são rochosos e localizados em uma zona habitável, perto de estrelas parecidas com o Sol.

Em outras palavras, temos 10 novos planetas parecidos com a Terra. Na ciência, ser parecido com a Terra significa que esses planetas têm composição química semelhante à do nosso planeta e orbitam ao redor de um sol relativamente jovem, onde a temperatura permite que haja água em estado líquido.

A equipe que participou da coletiva de imprensa é composta por pesquisadores que trabalham com a sonda Kepler, entre eles Mario Perez, Susan Thompson, Benjamin Fulton e Courtney Dressing.

Até hoje, existem 4.034 candidatos a exoplanetas identificados por Kepler e 2.335 confirmados. Os novos 10 exoplanetas se juntam aos 49 descobertos anteriormente por Kepler.

 

O mais promissor

Entre estes novos planetas identificados, o KY 7711 é um dos mais promissores. Thompson diz que ele fica perto de uma estrela, em órbita muito parecida com a da Terra ao redor do sol. Isso indica que este planeta deve receber calor semelhante ao que nós recebemos, apesar de ter 1,3 o tamanho da Terra.

Tipicamente, exoplanetas podem ser separados em dois tipos: as super-Terras, que têm raio 1,5 maior que o da Terra, superfície rochosa e pouca ou nenhuma atmosfera; e aqueles que são como Netuno em miniatura, que têm o dobro do raio da Terra com atmosferas grossas, mas sem superfície rochosa. Exoplanetas com as características de tamanho, superfície e atmosfera parecidos com a Terra, porém, são raros e difíceis de encontrar, mas o trabalho da sonda Kepler mostra que eles existem.

 

O início de uma era

 O observatório Kepler foi lançado há oito anos, em março de 2009. Sua missão é identificar planetas orbitando outras estrelas para tentar encontrar planetas parecidos com a Terra. Fulton explica que, inicialmente, a equipe não esperava identificar cerca de 50 exoplanetas tão rapidamente quanto foi feito.

Com o fim da missão K2 do Kepler, outros telescópios devem assumir sua tarefa, mas com vantagens. O James Webb Space Telescope (JWST), que deve ser lançado em 2018, deve conseguir observar melhor esses planetas, identificando novas informações sobre sua composição e habitabilidade.

 

Claro que tudo isso não teria acontecido sem a o trabalho de Kepler. “O que é empolgante sobre este dia é que pegamos nosso telescópio e contamos quanto planetas são parecidos com a Terra nesta parte do céu”, afirmou Thompson na coletiva. “Com os dados que tenho, posso fazer isso valer. A partir de agora, vamos determinar quão comuns são esses planetas. Há lugares que poderíamos viver nesta galáxia além do que chamamos de lar?”, questionou ele.

Veja Também

 Facebook está trabalhando para digitarmos apenas com o pensamento

O Facebook revelou que tem uma equipe de 60 engenheiros trabalhando na construção de uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *