Início / Notícias / Dez motivos para incluir mais proteína na alimentação
Body building health and super food with high protein meat, fish, eggs, pulses, seeds, nuts, grains, supplement powders, vitamin tablets and fruit.

Dez motivos para incluir mais proteína na alimentação

Consumir iogurtes enriquecidos com whey protein em lanches intermediários, por exemplo, é uma boa dica para aumentar a ingestão diária

 

Com a correria do dia a dia, grande parte das pessoas acabam pulando refeições, consumindo alimentos pobres em nutrientes e, dessa maneira, situações de cansaço excessivo, falta de disposição, oscilações no humor e sono tornam-se frequentes. A melhor maneira de garantir a adequada quantidade de vitaminas e minerais é de manter bons hábitos de uma alimentação equilibrada, incluindo a ingestão correta de nutrientes, como é o caso da proteína.

De acordo com a nutricionista Priscila Bergamin, as proteínas são nutrientes necessários para o organismo produzir partes essenciais do corpo, como músculos, hormônios, tecidos, pele e cabelo. “Seja de origem animal ou vegetal, é imprescindível seu consumo como grande aliada da saúde e da boa alimentação”, afirma ela.

Confira abaixo 10 motivos importantes para incluir mais do nutriente na alimentação:

  1. Melhora na performance física

A maior ingestão de proteínas auxilia na melhor performance em atividades físicas, pois contribui para a melhora da força e resistência muscular. A proteína é necessária para construção e reparação dos músculos após grande esforço em treinamentos, seja qual modalidade for praticada. “Além disso, também há evidências de que as necessidades proteicas aumentam em praticantes de atividades físicas, como na musculação e corrida”, complementa a profissional.

  1. Auxilia o metabolismo, aumentando a massa muscular

A proteína, assim como o carboidrato e o lipídeo, fornecem a energia necessária para o metabolismo se manter ativo. No caso das proteínas, elas são degradadas em aminoácidos e, as células os utilizam para reparar tecidos e músculos, resultando no aumento de massa muscular. “Importante destacar que a quantidade de proteína a ser consumida é individual. Seu excesso é convertido em calorias extras e, consequentemente podem virar depósito de gordura”, explica Priscila.

  1. Promove um sistema imunológico forte

O que comemos podem enfraquecer ou fortalecer o sistema imunológico, ou seja, como nosso corpo reage e se defende de vírus, bactérias e micro-organismos. Os anticorpos são proteínas e todo o processo de defesa imunológica depende de um bom estado nutricional, relacionado a proteínas e fonte energética.

  1. Ajuda a manter pele e cabelos saudáveis

A alimentação é uma das formas para nutrir e manter cabelos e pele saudáveis, evitando problemas como queda de cabelos e pele seca.  Para mantê-los saudáveis, é importante ingerir fontes ricas de proteínas, como ovos, carnes magras, iogurtes, queijos e leguminosas, como feijão e a quinoa. “A carne vermelha entra como a mais indicada para o crescimento dos fios, por conter grande quantidade de zinco e colágeno”, afirma Priscilla.

  1. Bom equilíbrio hormonal e produção de anticorpos

Os hormônios, responsáveis por controlar o humor, o sistema digestivo, a libido, entre outras funções, podem ser produzidos de forma desiquilibrada caso a alimentação não esteja sendo feita adequadamente. Por este motivo, o consumo adequado de proteínas é de extrema importância para manter um bom equilíbrio dos hormônios e da produção de anticorpos,

  1. Auxilia no sistema nervoso

Uma alimentação correta traz melhorias no sistema nervoso, como por exemplo, pensar com mais clareza, melhorar a memória e aumentar o poder de concentração. A proteína, através dos nutrientes, é possível fornecer o necessário para manter um cérebro ativo e saudável.

  1. É uma fonte natural de energia

A proteína é uma fonte natural de energia, necessária para trazer mais disposição para realizar as atividades do dia a dia. A alimentação funciona como um combustível para o corpo receber mais ânimo e energia, fundamental para um bom funcionamento do corpo e da mente.

  1. Mantém a saúde das articulações

Por produzir colágeno, a proteína é importante para manter a saúde das articulações e ajuda a evitar lesões. O iogurte, por exemplo, com as vitaminas A e complexo B, importantes na prevenção do envelhecimento e suas propriedades antioxidantes, estimulam a produção do colágeno, além da tiamina, riboflavina e niacina, que protegem as células e a pele dos avanços de idade.

  1. Traz saciedade

Apostar em opções ricas em proteína é uma boa estratégia para diminuir o apetite, ter mais saciedade e, assim, facilitar o processo de emagrecimento. Uma opção prática e rica em nutrientes são os iogurtes enriquecidos com whey protein, a proteína do soro do leite, garantindo uma quantidade de proteínas de alta qualidade, alta digestibilidade e principalmente, trazendo todos os aminoácidos essenciais.

  1. Contribui para o retardamento do envelhecimento dos músculos

Os alimentos que consumimos também podem retardar o envelhecimento, por conta de seus benefícios nutricionais – como é o caso das proteínas, que ajudam a retardar o envelhecimento dos músculos, mantendo-os fortes durante a velhice.

Para uma alimentação ideal e individualizada, é importante destacar a importância do acompanhamento de um nutricionista, que irá auxiliar na quantidade ideal de cada macro nutriente.

Veja Também

‘Almoço da Solidariedade’ reuniu cerca de 700 pessoas

Segunda edição do evento foi sucesso de público no Lar São Vicente de Paulo   …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *