Início / Notícias / Cidade / Dezembro Laranja alerta para a prevenção ao câncer de pele

Dezembro Laranja alerta para a prevenção ao câncer de pele

 

Doença pode ter o aspecto de uma pinta, uma pequena alergia ou outras alterações benignas da pele

No sábado (1°), teve início a campanha Dezembro Laranja, que visa alertar e fortalecer a importância da prevenção ao câncer de pele, principalmente no verão quando muitas pessoas aproveitam o mês de férias para ir passear em praias, parques e diversos outros lugares, ficando expostas ao sol.
O câncer de pele pode ter o aspecto de uma pinta, uma pequena alergia ou outras alterações benignas da pele. É fundamental ter o conhecimento da sua pele e saber em quais áreas existem esses sinais, isso fará toda a diferença na hora de detectar alterações potencialmente perigosas. “É detectado pela visualização (pelo próprio paciente e/ou familiares) como uma lesão estranha ou em uma consulta periódica com um médico (clínico geral ou dermatologista). Exemplos de lesões estranhas: que mudam de cor, com contornos mal definidos, que ulceram (sangram), que ora cicatrizam, ora ulceram, que são elevadas e com múltiplas colorações. É muito comum pacientes (principalmente idosos) associarem as lesões cancerosas com pancadas, picadas de mosquitos, entre outros tipos de trauma”, ressalta Dr. Carlos José Gaspar Junior, cirurgião plástico.
Lembre-se sempre de escolher um protetor apropriado, pois deve ser usado todos os dias, mesmo quando o tempo estiver frio ou nublado, pois a radiação UV atravessa as nuvens. Sempre, em primeiro lugar, devemos verificar se o produto apresenta FPS mínimo de 30, e também se o produto é resistente ou não à água.
“É muito importante lembrar também que o produto deve ser aplicado ainda em casa e reaplicado ao longo do dia a cada 2 horas, se houver muita transpiração ou exposição solar prolongada”, relata Gaspar.
Regra ABCDE para o diagnóstico: Você precisa ficar de olho nesses 5 aspectos físicos das suas pintas: assimetria, bordas, coloração, diâmetro e evolução. As pintas que você observar no seu corpo, que são assimétricas, com bordas irregulares, mais de uma tonalidade de cor e com diâmetro superior a 6 milímetros apresentam maiores chances de serem um câncer de pele. E é sempre importante acompanhar a evolução da pinta sob suspeita. Consulte um dermatologista no caso desses sintomas.
Anote e sempre use essas medidas de proteção:
– Usar chapéus, camisetas e protetores solares;
– Evitar a exposição solar e permanecer na sombra entre 10 e 16h (horário de verão);
– Na praia ou na piscina, usar barracas;
– Usar filtros solares diariamente e não somente em horários de lazer ou diversão;
– Observar regularmente a própria pele, à procura de pintas ou manchas suspeitas;
– Consultar um dermatologista uma vez ao ano, no mínimo, para um exame completo;
– Manter bebês e crianças protegidos do sol. Filtros solares podem ser usados a partir dos seis meses.

 

  •  Jéssica Karoline

Veja Também

Mais de 1 milhão de jovens não concluem o ensino médio até os 19 anos

Dos 3,2 milhões de brasileiros com 19 anos, 2 milhões concluíram o ensino médio, o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *