Início / Notícias / Empresas buscam projetos para reduzir emissões do gás metano

Empresas buscam projetos para reduzir emissões do gás metano

Está em curso uma seleção pública internacional que vai viabilizar financiamentos milionários em tecnologia e modelos de negócio para a redução do gás metano, um dos causadores do efeito estufa. A seleção está sendo implementada pela Oil and Gas Climate Iniciative (OGCI), uma organização que reúne dez das maiores companhias mundiais de óleo e gás e que, juntas, representam 25% da produção global do setor.

As inscrições estão abertas até 15 de maio. O objetivo é selecionar iniciativas globais que apontem tecnologias ou modelos de negócio inovadores para diminuir as emissões do gás. As empresas vencedoras receberão até US$ 20 milhões e também terão suas inovações produzidas em escala comercial. As inscrições poderão ser feitas pelo site da OGCI.

Entre 10 e 15 iniciativas serão selecionadas para apresentação e discussão presencial em evento sobre o tema a ser realizado pela organização em 25 de junho, em Washington (EUA). Os ganhadores serão anunciados em 24 de setembro. As informações foram divulgadas pela Petrobras, cujo Conselho de Administração aprovou a adesão da companhia à organização no final do mês passado.

Mudanças climáticas

O objetivo principal da OGCI, grupo liderado por presidentes da BP, Petrobras, CNPC, Eni, Pemex, Repsol, Saudi Aramco, Shell, Statoil e Total, é liderar a resposta do setor às mudanças climáticas. Para tal, as dez empresas participantes vão investir US$ 1 bilhão nos próximos dez anos em iniciativas voltadas para o combate aos gases de efeito estufa, para torná-las viáveis – no futuro, as empresas podem se beneficiar das iniciativas.

O gerente interino do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello da Petrobras (Cenpes), Oscar Chamberlain, falou disse que os principais segmentos contemplados com os investimentos serão os de captura, uso e armazenamento geológico de gás carbônico (CO2), gás natural, eficiência energética e redução das emissões do setor de transporte.

“Nossa preocupação é atuar em áreas que contribuirão significativamente para a redução das emissões de gases de efeito estufa e remover barreiras ao desenvolvimento, implantação e ampliação de tecnologias necessárias para atingir metas climáticas de longo prazo”, enfatizou o gerente.

Veja Também

Brasil deixou de arrecadar R$ 354,7 bi com renúncias fiscais em 2017

Com meta de déficit primário de R$ 159 bilhões neste ano e com um teto …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *