Início / Notícias / Cidade / Esquetini solicita inclusão da cidade no Patem

Esquetini solicita inclusão da cidade no Patem

Prefeito também protocolou documentação para receber R$ 2 milhões da primeira etapa dos serviços de recapeamento

O prefeito Edinardo Esquetini esteve cumprindo agenda em São Paulo na terça, 3. Na ocasião, solicitou a inclusão de Matão no Programa de Apoio Tecnológico aos Municípios (Patem) e protocolou documentação para receber R$ 2 milhões da primeira etapa dos serviços de recapeamento.

Com o secretário de Meio Ambiente, Saneamento e Recursos Hídricos, Marcos Roberto do Nascimento, esteve no Palácio dos Bandeirantes entregando ao deputado Orlando Bolçone uma solicitação para incluir Matão no Patem do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT). Do ato, também participou o secretário de Planejamento e Gestão, Maurício Pinto Pereira Juvenal. “Ficamos aliviados em saber que nosso governo estadual possui projetos e programas que auxiliam os municípios a investir em áreas de desenvolvimento urbano, social e econômico. Muitas vezes, é difícil deslocar recursos de áreas prioritárias, como saúde e educação, para dar andamento em estudos específicos de infraestrutura, gestão de resíduos, entre outros. Este programa permite que realizemos um número maior de projetos visando a melhor qualidade de vida da população, sendo o custo arcado, em sua maior parte, pelo Estado”, afirma Esquetini.

Já na Casa Civil de São Paulo protocolou a documentação para receber a verba da primeira etapa dos serviços de recapeamento de ruas e avenidas da cidade, sendo R$ 2 milhões.

Programa de Apoio Tecnológico aos Municípios

Podem ser beneficiados os municípios que não contam com recursos nem capacitação funcional para solucionar situações emergenciais ou para orientar o desenvolvimento local. Recebendo um financiado da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo (SDECTI), o programa conta com apoio técnico do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), que calcula os custos de cada atendimento, podendo variar dependendo do volume e da complexidade do trabalho, do tempo despendido e da quantidade de ensaios e profissionais envolvidos. Porém, a maior parte dos recursos do Patem é alocada pela SDECTI, mas cabe aos municípios arcar com uma contrapartida financeira, variando de 0% a 50% do custo total do atendimento.

O Patem atua em questões de infraestrutura pública, de edificações e monumentos históricos, de pavimentação, de arborização urbana, de uso e ocupação do solo, de avaliações e diagnósticos ambientais, de aterros sanitários e gestão de resíduos sólidos, de áreas contaminadas, de gerenciamento de recursos hídricos, de águas subterrâneas, de recursos minerais e indústria de base mineral, de desenvolvimento socioeconômico municipal e de distritos industriais e de serviço. | AIP

Veja Também

PAT divulga novas vagas em Matão 24/09

          PAT/SERT     Regional: ARARAQUARA   Município: PAT MATÃO Vagas Disponíveis: Por …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *