Início / Notícias / Política / Lei permite desembarque de passageiros fora do ponto de ônibus

Lei permite desembarque de passageiros fora do ponto de ônibus

O vereador Luís Mansini (PSC) teve aprovado na Sessão Ordinária de segunda, 2, o projeto de lei que dispõe sobre permissão para embarque e desembarque de passageiros com crianças de colo, deficientes ou com mobilidade reduzida, gestantes e idosos fora dos pontos oficiais de ônibus coletivos.

Se a lei também for aprovada pelo prefeito Edinardo Esquetini, os idosos, deficientes físicos e/ou com mobilidade reduzida, mulheres grávidas e com criança de colo poderão pedir para o motorista do transporte coletivo parar fora dos pontos, em Matão. A intenção do vereador é dar segurança e facilitar a vida destas pessoas que precisam de um atendimento especial diferenciado, principalmente no período noturno. “O objetivo deste projeto de lei é proporcionar segurança e maior facilidade de locomoção às pessoas que têm dificuldades, melhorando a acessibilidade. Deve-se considerar também que muitos idosos apresentam sérios problemas de saúde que muitas vezes os impedem de caminhar por longas distâncias quando desembarcam dos transportes públicos até seu destino final. Por meio deste projeto, muitos idosos serão beneficiados e poderão, de forma autônoma e mais confortável, utilizar os transportes coletivos”, disse Mansini.

Após a lei ser aprovada pelo prefeito, caberá à empresa, responsável pelo transporte coletivo de Matão, orientar os motoristas sobre o novo procedimento, para que eles possam ter condições de decidir quando é o caso de fazer a parada segura ou quando é o caso de esperar um pouco mais. Vale ressaltar que a parada para embarque e desembarque não poderá ser feita fora dos pontos oficiais quando o pedido for por parada em rotatórias e em locais onde é proibida a parada de veículos, caberá aos motoristas a análise de “adequabilidade da parada”.

 

(AIC)

Veja Também

Câmara participa da campanha Novembro Azul

A intenção é alertar a população sobre a prevenção do câncer de próstata O Legislativo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *