Início / Notícias / Cultura / Mangá ganha espaço em Matão

Mangá ganha espaço em Matão

Bastante conhecido no Brasil, o Mangá compreende um estilo artístico japonês que ganhou espaço na cultura ocidental e atraiu a atenção do público jovem. Pautado nessa manifestação artística, Genildo Sirineu Tomé, o Gê, está ministrando oficina de mangá aos sábados, das 9h às 16h, na rua José Bonifácio, ao lado da Biblioteca Municipal ‘Maria de Lourdes Lian’.

O projeto ‘Formando Otakus/Otomes – Oficina de Mangá’ é ofertado gratuitamente pelo Departamento de Cultura com objetivo de integrar jovens de idades diversificadas e também trabalhar noções de espaços, tamanho, coordenação motora, questões psicológicas e a inclusão da educação regular e especial. Kelvin da Silva, de 12 anos, se interessou pelo anime aos dez anos de idade. Participou em 2016 do Circuito Estadual de Artes para Educação Especial, se classificando em segundo lugar da fase regional. Os irmãos Paulo Emilio e Luiz Eduardo de Souza, ambos com 16 anos, também são apaixonados pelos quadrinhos japoneses, e Maria Paula Bortolani, de 14 anos, desenha desde os nove anos. É aluna da Escola Estadual ‘José Inocêncio da Costa’ e já desenhou muitos pokemóns, o que também a levou para a oficina.

Genildo, que há cinco anos ministra aulas de mangá e atua como voluntário no programa ‘Escola da Família’ na Escola Estadual ‘Odone Bellini’, diz que trabalhar com esses jovens é gratificante. “Essa integração de realidades, de imaginários e, sobretudo, de criatividade, demonstra que é possível extrair a essência positiva de cada ser humano. A cada semana, observo a evolução motora dos alunos, o que comprova que quando estimulamos o intelecto, o resultado é positivo e promissor”.

Júlio Cesar Ribeiro, diretor do Departamento de Cultura, salienta a importância de projetos que visam a inclusão social. “É sempre pertinente podermos compartilhar experiências, saberes e difundir esses detalhes para nossos jovens. Com certeza, através de uma arte secular como esta, a criatividade irá aflorar e, em breve, teremos uma nova categoria de artes visuais sendo promovida em Matão”.

(AIP)

Veja Também

Um em cada quatro jovens vai abandonar o ensino médio até o final do ano

A cada ano, quase três milhões de jovens abandonam a escola no Brasil. É o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *