Início / Notícias / Esportes / Matonense vive situação desesperadora

Matonense vive situação desesperadora

        Equipe segue na zona de rebaixamento da A3

 

Depois de novo jogos sem vencer, a Matonense reencontrou o caminho da vitória, quando bateu o Mantiqueira pela contagem mínima. Mas, essa chama de esperança durou pouco, pois vieram dois empates seguidos, a continuidade na zona de rebaixamento, deixando a situação desesperadora, quando faltam seis rodadas para o término da fase de classificação.

Para piorar as coisas, o próximo compromisso será contra uma das melhores equipes da competição, que está no G8, com grandes chances de classificação para a fase seguinte.

Domingo, 4, às 10 h, o time de Matão joga em Bauru contra o Noroeste, onde só a vitória interessa.

 

Empate

Na quarta, 28, a Matonense jogou em Itapira, contra o pior time do campeonato, o Mogi Mirim, e não conseguiu vencer. O Mogi não ganhou nenhum jogo até agora, e está fadado ao rebaixamento para a quarta divisão do futebol paulista.

A Matonense entrou com uma postura ofensiva, mesmo porque somente a vitoria interessava, partiu para o ataque, e abriu o placar logo aos 3 minutos, com gol marcado por Lucas.

A situação da Matonense melhorou aos 20 minutos, quando Miquéias fez o segundo gol do time visitante. Entretanto, o Mogi Mirim voltou para o jogo rapidamente, pois Thawan marcou aos 23 minutos e diminui o placar para 2 a 1.

A Matonense voltou melhor no segundo tempo, e esteve mais próxima do terceiro gol do que o Mogi Mirim de conseguir um empate. Porém, o time de Matão foi castigado com o gol da igualdade, que surgiu aos 47 minutos da etapa final, com o atacante Americano.

Resultado ruim

Antes de enfrentar o Mogi, a Matonense havia jogado em Bebedouro, empatando em um gol com o São Bernardo, um resultado ruim para as duas equipes. O primeiro tempo foi bastante equilibrado. Em uma dos poucos ataques dos visitantes, o São Bernardo abriu o placar aos 29 minutos, com o atacante Bessa.

Atrás no marcador, a Matonense voltou mais acesa para o segundo tempo, e conseguiu o empate aos 13 minutos. Rafael aproveitou cobrança de escanteio, e deixou tudo igual no placar.

Veja Também

Brasil deixou de arrecadar R$ 354,7 bi com renúncias fiscais em 2017

Com meta de déficit primário de R$ 159 bilhões neste ano e com um teto …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *