Início / Entretenimento / Decoração / O charme dos pergolados de madeira
Pergolado de madeira pode ser construído tanto em áreas externas quanto internas

O charme dos pergolados de madeira

Por Sheillha Moraes -Designer de interiores

Eles são bastante populares porque proporcionam um ambiente de relaxamento

Os pergolados são estruturas feitas com vigas paralelas apoiadas em colunas. Essas estruturas costumam servir de suporte para as plantas ou para criar um espaço de descanso mais convidativo em jardins, varandas ou pátios.

Na maioria das vezes, eles são construídos com madeira, mas também podem ser feitos de vários outros materiais, como metal, bambu e concreto. Eles são bastante populares porque proporcionam um ambiente de relaxamento.

A palavra “pérgola” tem origem no latim antigo, no termo “pergula”, que se refere a uma cobertura protetora. Na Itália, os pergolados são muito usados em varandas como uma extensão da estrutura da casa ou em meio a jardins.

Por lá, eles estão sempre cheios de trepadeiras que deixam o ambiente com um aspecto clássico e bonito, sendo perfeitos para receber os amigos, ler um livro, fazer refeições, ser um espaço de contemplação. As pérgolas têm uma rica história que data dos jardins da Itália do século XVII, onde evoluíram a partir de vinhedos amadeirados. Por volta dos séculos 18 e 19, elas estiveram em baixa, mas hoje voltaram a ser forte tendência para quem busca opções ao ar livre com personalidade e estilo de design.

Formado por pilares junto a vigas vazadas de madeira, o pergolado pode ser construído tanto em áreas externas quanto internas. Essa solução é muito utilizada na arquitetura, pois cria áreas de transição. Por ser composto por vigas espaçadas, podendo ou não ser coberto por vidro ou policarbonato translúcido, os efeitos de sombra gerados pelo pergolado são muito interessantes. Quando bem explorados, eles geram ambientes ricos e confortáveis. E a madeira em si é aconchegante, o pergolado de madeira é uma forte tendência, porque, hoje em dia, quem tem um pouco mais de espaço está em busca de um ambiente de lazer que tenha uma área mais verde.

E outras opções para deixar o pergolado de madeira mais interessante e charmoso são os tecidos fixados nas vigas, que criam uma espécie de forro em movimento, efeito fantástico. Também são usados forros em bambu, criando uma malha mais fechada, ótima pedida para aqueles que querem mais sombra.

Outro ponto importante é em relação ao uso da madeira. Deve atentar para a mais indicada para o tipo de aplicação desejado. Isso porque existem diferentes aspectos que fazem com que determinado tipo de madeira seja mais recomendado para um telhado ou um pergolado, por exemplo.

Dentre eles, estão a resistência, o peso, a dureza, a trabalhabilidade e até mesmo a contração mecânica – lembrando que a madeira que será utilizada no exterior das construções deve ser principalmente forte e resistente, já que estará sob ação do sol e da chuva, além de efeitos da umidade e da estiagem e da possibilidade de ser atacada por pragas, como cupins e traças.

Dessa forma, as opções mais recomendadas de madeira para o uso em pergolado são:
– ipê: árvore nativa brasileira, uma das espécies de maior durabilidade, bastante resistente ao apodrecimento;
– cumaru: espécie nativa do Brasil, com alta resistência a variações da umidade do ar e a ataque de pragas;
– maçaranduba e pitomba: também são ideias para o uso externo;
– eucalipto e pinus: são bastante usados em pergolados e dificilmente apodrecem;
– cedro: madeira com boa trabalhabilidade, leve e macia;
– peroba e jatobá: são madeiras de demolição, muito indicadas para compor estruturas. O jatobá, especificamente, é bastante duro e compacto;
– itaúba: é bastante dura e pesada;
– garapeira, maracatiara, angelim e tauari: também são indicadas para projetos de pergolado, sendo mais populares e tendo um preço mais acessível. Busque sempre uma orientação de uma madeireira, aqui em Matão a Madeireira Fort Pinus é especialista no assunto.

E para a execução em ambientes externos, deve-se ter o cuidado de não deixar os pilares dos pergolados tocando o chão. Recomenda-se executar uma sapata em concreto ou fixá-los com conexões metálicas. Dessa forma, a madeira fica protegida. Além disso, é importante que esta receba um selador ou verniz, para maior durabilidade. Quando o pergolado de madeira é coberto, ele precisa respeitar o caimento mínimo de 5% do vidro ou policarbonato. Também é preciso atentar para a sustentação dessa cobertura, para que a água da chuva não forme poças.

 

Veja Também

Mais de 1 milhão de jovens não concluem o ensino médio até os 19 anos

Dos 3,2 milhões de brasileiros com 19 anos, 2 milhões concluíram o ensino médio, o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *