Início / Notícias / Cidade / Reajuste dos servidores públicos passou pelo Legislativo

Reajuste dos servidores públicos passou pelo Legislativo

Acordo chegou a ser encaminhado ao Ministério do Trabalho

 

Na sessão da Câmara de segunda, 28, foi aprovado por unanimidade por todos os vereadores presentes no plenário o Projeto de Lei 41/2018 de autoria do Executivo, onde foi concedido o reajuste salarial dos servidores públicos municipais

Na tarde de terça, 22, aconteceu a última Assembleia Geral convocada pelo presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Matão, Sebastião de Assis Freitas, em frente à Prefeitura para discussão e votação da proposta de reajuste salarial dos servidores municipais.

Esta foi a quarta Assembleia Geral, e a discussão e votação da proposta de reajuste salarial 2018 contou com 167 votos no total. Dos servidores presentes 47 rejeitaram a proposta, e 120 aceitaram. O valor do reajuste proposto para os servidores foi de 2,95%, mas a categoria pedia um reajuste de 7%. No cartão alimentação a proposta foi de reajuste de 6,82%, o que significa um aumento de R$ 440 para R$ 470.

Como foi reprovada a proposta na terceira assembleia, foi encaminhado um documento para o Ministério do Trabalho de Araraquara, e já foi tomada todas providências necessárias para que todos os servidores não ficassem no prejuízo de seus vencimentos, mas, infelizmente, após passar pelo ministério a proposta da Prefeitura Municipal continuou em 2,95% e R$ 30 no cartão alimentação. “Os valores retroativos aos meses de março e abril referente ao salário e ao cartão alimentação serão pagos em duas parcelas, sendo a primeira em junho e a segunda em julho”, explica o presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Matão, Sebastião de Assis Freitas.

 

  • Jéssica Karoline

Veja Também

Mais de 1 milhão de candidatos já consultaram o local de prova do Enem

Mais de 1,1 milhão de participantes consultaram o local de prova do Exame Nacional do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *